Você sabe demitir?

28/02/2018

"As pessoas são contratadas pelas suas habilidades técnicas, mas são demitidas pelos seus comportamentos" Peter Drucker.

Quando fiz meu MBA em Gestão de Pessoas, em um dos módulos o professor colocou essa brilhante frase de Peter Drucker em uma apresentação.

Nunca uma frase pareceu tão obvia e ao mesmo tempo tão enigmática: Eu explico.

Quantos de nós já fomos desligados de uma empresa, onde seu gestor ou RH falam abertamente o motivo da demissão?

A não ser que o motivo seja redução de custos, a justificativa é sempre a mesma performance.

Quantos gestores usam realmente essa afirmação do nosso amigo Peter Drucker em seus desligamentos?

Qual a recomendação dos RH´s para os gestores?

Qual motivo da alegação ser na maioria das vezes performance? O colaborador "desaprende? "ou se "desmotiva?"

Já ouvi até dizer que no momento da demissão, se alegarmos comportamento, o colaborador pode entrar na justiça, etc. Neste caso não consigo opinar pois não sou advogado.

Posso dizer que o colaborador tem o direito de saber o real motivo do seu desligamento. Vejo isso como uma obrigação moral do gestor e da empresa. Assim, o colaborador poderia após o trauma do desligamento, refletir e entender quais pontos deve melhorar para seu próximo emprego.

E nas empresas que possuem avaliação de desempenho? Será que os colaboradores são demitidos por desempenho ou comportamento? E se o colaborador for desligado e suas avaliações tiverem sido boas?

Como encarar o colaborador neste momento difícil da sua carreira e além de informar que ele foi demitido, dizer que foi demitido por performance?

Imagine se o colaborador pedir para olhar as últimas avaliações? Que clima esquisito, não é?

E você gestor, já demitiu alguém? Qual foi sua justificativa?

E você colaborador, como gostaria de ser abordado neste momento tão complicado?

Convido você leitor a expor suas opiniões.

Um grande abraço!